Seção Brazil

13/08/2018
Impressora HP Deskjet 2136 é boa? Veja avaliação de ficha técnica e preço

Modelo não tem conectividade sem fio e nem display; conheça ficha técnica e preço.

A impressora HP DeskJet Ink Advantage 2136, apesar de seu visual compacto, possui função scanner para cópia de documentos e digitalização. Facilmente encontrado no e-commerce brasileiro, o modelo pode custar entre R$ 160 e R$ 300, que é o preço sugerido na época do lançamento. No site de comparação de preços do TechTudo, é possível comprá-lo pelo preço de R$ 159,72.

Abaixo, você encontrará todas as principais especificações técnicas do aparelho, quais são as aplicações disponíveis, a qualidade da impressão e quais os cartuchos que precisam ser comprados quando os primeiros acabarem. Veja a ficha técnica, faça a sua própria avaliação e julgue se ela é boa para as suas necessidades.


HP DeskJet Ink Advantage 2136 tem visual descontraído
(Foto: Divulgação/HP)

Ficha técnica
Sistema compatível: Windows e Mac OS
• Dimensões: 42,5 x 30,4 x 14,9 cm
• Peso: 3,42 kg
• Função copiadora: sim
• Função scanner: sim
• Conectividade: USB 2.0
• Velocidade de impressão: 20 ppm (p&b), 16 ppm (cor) em rascunho
• Resolução máxima de impressão: 4800 x 1200 ppp colorida
• Resolução máxima de cópia: 600 x 300 ppp
• Preço: entre R$ 160 e R$ 300

Design e usabilidade


Impressoa HP Deskjet 2136 tem design compacto
(Foto: Divulgação/HP)

A multifuncional da HP é encontrada no Brasil somente na cor branca, com acabamento em verde limão na cobertura superior. Apesar de ser um produto completo, a impressora tem um corpo compacto e não traz display para monitorar as funções.

Segundo o site oficial, sua bandeja retrátil suporta até 60 folhas na entrada e 25 na saída. A tampa do scanner tem design arredondado e os poucos botões de comando ficam na parte de cima, ocupando um espaço mínimo.

As dimensões da HP Deskjet 2136 ficam em 42,5 x 30,4 x 14,9 cm, com peso máximo de 3,42 kg sem a embalagem.

Funcionalidades e conectividade


Impressoa HP Deskjet 2136 tem visual limpo e conexões atrás
(Foto: Divulgação/HP)

De acordo com o site oficial da HP, a Deskjet 2136 possui funções de impressão, digitalização e copiadora. Na função scanner, o aparelho é compatível com os padrões JPEG, TIFF, PDF, BMP, PNG de imagem digital e promete até 1200 ppp de resolução para digitalização. Deste modo, o usuário pode ser capaz de capturar fotos e manter uma boa definição ao convertê-los para o PC.

Já na função copiadora, as especificações técnicas apontam que a resolução máxima de uma cópia é de 600 x 300 ppp (pontos por polegadas), o que é suficiente para documentos simples, como textos e gráficos, mas não para uma foto de boa qualidade, que alcança facilmente o dobro ou mais de resolução.

Independentemente de qual função do dispositivo for escolhido, a Deskjet 2136 não funciona de forma wireless. O produto precisa de uma conexão USB 2.0 para se comunicar com o computador.

Qualidade da impressão


Modelo aceita até 60 papéis na bandeja de entrada
(Foto: Divulgação/HP)

Segundo as especificações técnicas no site oficial, a HP DeskJet Ink Advantage 2136 consegue imprimir até 20 páginas por minuto em preto e branco, ou 16 ppm se for um documento colorido, ambos em modo rascunho.

Quanto a resolução, a fabricante promete 1200 x 1200 pontos por polegadas para documentos em preto e branco e 4800 x 1200 dpi para imprimir colorido. Desta forma, a impressora tende a oferecer qualidade suficiente para impressões com boa definição para fotos, por exemplo.

Tinta e cartucho
Na função impressora, o dispositivo utiliza apenas dois cartuchos, um preto e outro com três cores básicas: ciano, amarelo e magenta. Para reposição, o usuário deverá comprar os cartuchos modelo HP 664 Advantage ou HP 664XL Advantage – sendo que essa segunda opção tem maior rendimento, conforme a tabela abaixo:

Rendimento dos cartuchos
HP 664 Advantage
preto
até 120 páginas
HP 664 Advantage
colorido
até 100 páginas
HP 664XL Advantage
preto
até 480 páginas
HP 664XL Advantage
colorido
até 330 páginas


Preço e suporte
No site de comparação de preços do TechTudo, a HP Deskjet 2136 é encontrada a partir de R$ 159,72, porém, o preço sugerido no site oficial é de R$ 299. Já o custo dos cartuchos varia muito de acordo com a loja e o modelo, geralmente entre R$ 48 e R$ 120. A HP oferece 12 meses de garantia.


Multifuncional da HP tem preço menor em sites de comparação de preço
(Foto: Divulgação/HP
)

Principal concorrente
A principal concorrente da HP Deskjet 2136 é a Canon MG2510, que também se encaixa na categoria de multifuncionais compactas. No site de comparação de preços do TechTudo, o dispositivo é encontrado com o preço mínimo de R$ 217,55, tem acabamento todo na cor preta e resolução de impressão colorida menor. Por outro lado, a resolução de scanner tem a mesma capacidade.

Fonte: TechTudo


06/08/2018
Canon lança novas gamas de impressoras pixma e de scanners Canoscan

As novas impressoras Canon PIXMA e os scanners CanoScan estarão disponíveis em Setembro.



A PIXMA TS9550 Series da Canon é uma impressora compacta jato de tinta All-In-One capaz de imprimir em A3, com controlo através de smartphone e da ligação Wi-Fi. É também compatível com AirPrint (iOS) e Mopria (Android), e incorpora um ecrã táctil de 10,8 cm, um alimentador de papel automático (ADF) de 20 folhas, e oferece uma função de cópia para ajudar a gerir documentos A3.
A impressora jacto de tinta PIXMA TS8250 Series pode imprimir fotografias sem margens até A4, assim como até 15 imagens por segundo a P&B e 10 imagens por segundo a cores. Esta impressora inclui ainda um ecrã táctil de 10,8 cm, uma bandeja multifuncional, e oferece conectividade com a PIXMA Cloud Link através da app Canon Print (iOS/Android).

No que diz respeito à PIXMA TS6250 Series, esta impressora conta com um ecrã táctil de 7,5 cm, com a opção de impressão automática frente e verso e impressão de fotos sem margens até A4, e suporta a conectividade Wi-Fi. A PIXMA TS6250 Series pode ser utilizada com a app Canon PRINT.
A PIXMA TR4550 Series é uma impressora multifuncional compacta equipada com um alimentador automático de documentos de 20 folhas. Suporta a conectividade sem fios, a ligação à Cloud, que permite digitalizar documentos para o Google Drive ou o Dropbox, e pode ser utilizada através de AirPrint (iOS) ou Mopria (Android).

O Canon CanoScan LiDE 400 é um scanner que inclui um suporte compacto e vertical e ligação USB Type-C. O CanoScan LiDE 400 é capaz de digitalizar até 4800 x 4800 dpi e conta ainda com uma tampa especial Z-Lid, com dupla articulação e que expande até aos 21 mm. Este scanner usufrui da detecção Auto Scan, Document Fix, Auto Photo Fix e da tecnologia LiDE.

O CanoScan LiDE 300 é um scanner capaz de digitalizar um documento A4 de 300 dpi em 10 segundos. Os quatro botões EZ facilitam as tarefas de digitalização para PDF ou email, com a capacidade de copiar ou iniciar o Auto Scan. Adicionalmente, os modos Auto Document Fix e Auto Photo Fix reconhecem instantaneamente os documentos.

As impressoras Canon PIXMA TS8250 Series, PIXMA TS6250 Series, PIXMA TR4550 Series e os scanners CanoScan LiDE 400 e CanoScan LiDE 300 estarão disponíveis em Setembro de 2018 e a PIXMA TS9550 Series em Novembro de 2018.

Fonte: Canon Europa



30/07/2018
Seis curiosidades sobre as impressoras da Epson

Influência dos Jogos Olímpicos, impressora viajando para o espaço e a vitória do tanque de tinta; conheça as histórias dos aparelhos Epson


Em 2018, a Epson comemora 50 anos desde o lançamento de sua primeira impressora. O aparelho da marca teria sido também o primeiro modelo “mini” do mundo, com o tamanho semelhante ao conhecido atualmente. Ao longo dos anos, a empresa ficou conhecida por inaugurar a era dos equipamentos de jato de tinta, além dos modelos coloridos e para impressão de fotos.

A seguir, conheça seis curiosidades sobre as impressoras da Epson e veja em que ano as principais tecnologias surgiram. Entre os lançamentos mais importantes está a Stylus Color 800, escolhida pela Nasa para viajar no ônibus espacial Discovery.


Impressoras da Epson reúnem curiosidades sobre a história da tecnologia
(Foto: Divulgação/Epson)

1. Criada para registrar recordes olímpicos
Em 1968, a Epson, que na época ainda pertencia ao Grupo Seiko, lançou a EP-101, primeira impressora “mini” do mundo. O aparelho surgiu após a empresa participar dos Jogos Olímpicos de Tóquio e perceber a necessidade de um equipamento compacto e rápido para registrar as marcas dos atletas que passavam pela linha de chegada.

A impressora de registros passou a ser vendida ao público geral para impressão de recibos, tickets de passagem e comprovantes em geral. O modelo tinha 10 cm de altura, com 13 cm de largura e pesava 2,5 kg. De acordo com a Epson, 1,5 milhão de unidades da EP-101 foram vendidas.


EP-101 foi a primeira "mini" impressora do mundo; modelo pesava 2,5 kg
(Foto: Divulgação/Epson)

2. 34 anos de jato de tinta
As impressoras jato de tinta com cartuchos não mudaram muito desde seu lançamento. De acordo com a Epson, os equipamentos atuais têm a mesma estrutura básica e os mesmos princípios da SQ-2000, primeiro modelo de jato de tinta fabricado pela empresa.

Na época, o aparelho ainda fazia impressões monocromáticas, que só foram atualizadas 10 anos depois, em 1994, com a Epson Stylus Color. O modelo foi o primeiro a funcionar com jato de tinta colorida de 720 dpi, com três cores integradas.


Stylus Color surgiu em 1994 com tecnologia de jato de tinta
(Foto: Divulgação/Epson)

3. Impressão de fotos doméstica
Com a fotografia evoluindo a cada ano, a Epson lançou em 1996 o primeiro equipamento compacto para impressão de fotos em casa. Batizada de Stylus Color Photo, a impressora contava com seis cores, três a mais que os modelos convencionais, e prometia revelar imagens detalhadas com a resolução de 720 dpi.


Stylus Color Photo foi lançada em 1996 para ajudar em impressões de fotos sem sair de casa
(Foto: Divulgação/Epson)

4. Impressora no espaço
Em 1998, a Epson saiu da Terra. A Stylus Color 800, com jato de tinta colorida, foi escolhida pela Nasa para ser usada por astronautas durante a missão STS-95 do ônibus espacial Discovery. A equipe passou nove dias no espaço realizando mais de 80 experimentos científicos e pesquisas médicas.


Impressora foi selecionada para apoiar missão espacial da Nasa em 1998
(Foto: Divulgação/Epson)

5. O caminho das multifuncionais
As impressoras com múltiplas funções que conhecemos hoje, principalmente os modelos de escritório, que costumam ter um design mais largo, surgiram em 1998 com o modelo híbrido, para impressão e cópia, TM-H5000. Dez anos depois, a Epson criou a linha WorkForce, com multifuncionais para ajudar pequenas empresas e home office em impressão de documentos em grande escala.


Primeiro modelo com impressão e cópia foi o TM-H5000, abrindo espaço para multifuncionais
 (Foto: Divulgação/Epson)

6. A vitória do tanque de tinta
Com o aumento de trabalhos pelo computador, a demanda por impressoras que oferecessem mais produtividade aumentou ao longo dos anos. Para cobrir a necessidade, a Epson lançou em 2012 na América Latina os primeiros modelos com tecnologia de tanque de tinta.

De acordo com a fabricante, na mesma época foram lançadas impressoras com cartucho mais barato, compensando o investimento no modelo mais antigo. No entanto, a venda de equipamentos com tanque de tinta acabou vencendo a disputa, conquistando mais usuários que os aparelhos convencionais.


Impressoras tanque de tinta chegaram ao Brasil em 2012; na mesma época, impressoras com cartuchos mais baratos eram lançadas
(Foto: Divulgação/Epson)





25/07/2018
Impressora Epson L120 é boa? Veja análise de preço e especificações


Aparelho da linha EcoTank funciona com USB e promete baixo custo de impressão

A EcoTank L120 é uma impressora da Epson com sistema de tanque de tinta e funcionamento simples a partir de cabo USB. Com capacidade para imprimir até 7.500 páginas coloridas com o kit de reposição, o modelo é compatível com Windows e macOS e promete instalação e ajustes práticos e rápidos, sendo uma boa opção para diversos tipos de usuário.

Antes de investir no equipamento, veja a seguir mais detalhes sobre a L120. O aparelho está à venda no Brasil pelo preço de R$ 550 em lojas do varejo. Vale ressaltar que a impressora não é multifuncional, ou seja, não conta com recursos de scanner e cópia.


EcoTank L120 imprime 7.500 folhas em até 8,5 páginas por minuto
(Foto: Divulgação/Epson)

Ficha técnica
Dimensões: 46,1 x 21,5 x 13 cm
• Peso: 2,4 kg
• Tipo de tinta: jato de tinta
• Conectividade: USB
• Velocidade de impressão: até 8,5 (preto) e 4,5 ppm (colorido)
• Resolução máxima de impressão: 720 x 720 dpi
• Preço: aproximadamente R$ 550

Design
A Epson L120 promete design compacto, com dimensões de 46,1 x 21,5 x 13 cm, e peso de 2,4 kg. O aparelho está disponível para comprar apenas na cor preta. Seu tanque com as quatro tintas fica localizado na parte lateral, o que promete facilitar as recargas.

Na bandeja de entrada é possível apoiar até 50 folhas ou 10 envelopes. Entre os tamanhos de papel compatíveis com o aparelho estão A4, carta e ofício, com tamanho máximo de 21,6 x 11 cm.


Impressora L120 tem design compacto preto, com tanque de tinta lateral
(Foto: Divulgação/Epson)

Conectividade
Diferente dos modelos mais avançados, a EcoTank L120 só oferece conectividade a partir de cabo USB. As tecnologias compatíveis no equipamento são 2.0 e 1.1, padrões mais antigos e tradicionais para computadores. Isso pode significar uma transferência de dados um pouco lenta em relação às configurações mais recentes, mas não deve atrapalhar a impressão de documentos.

Qualidade da impressão
A EcoTank L120 promete imprimir documentos rapidamente. Na cor preta, o equipamento é capaz de revelar até 8,5 páginas por minuto, enquanto o uso de cores tem capacidade para 4,5 ppm. As imagens e textos seguem a resolução máquina do modelo, de até 720 x 720 dpi (pontos por polegada).

Tinta
De acordo com a Epson, a EcoTank L120 é uma impressora de baixo custo com tintas de secagem instantânea e resistentes a arranhões, desbotamento e água. O componente T664 também aceita marcadores sem prejudicar a impressão.


Kit de tintas de reposição pode ter rendimento de até 7.500 páginas coloridas
(Foto: Divulgação/Epson)

Ao adquirir o produto, o usuário recebe um kit inicial com tintas de 40 ml. A quantidade, segundo a fabricante, pode render aproximadamente 2 mil páginas para impressões em preto e até 3,5 mil em cores. Após renovar as quatro garrafas de tinta (preta, azul, amarelo e rosa) com os kits de 70 ml, o rendimento da L120 passa para até 4,5 mil páginas em preto e 7,5 mil coloridas.

Compatibilidade e requisitos
A L120 é compatível com sistemas operacionais Windows a partir do XP e macOS versões 10.5.8 ou superior. Para realizar a instalação sem problemas e utilizar o equipamento normalmente, a Epson indica que o computador conte com pelo menos 512 MB de RAM disponível, além de 550 MB de espaço em disco. Vale lembrar que, para aproveitar todo o potencial do aparelho, é recomendado baixar e instalar os drivers atualizados do modelo diretamente no site da fabricante.

Preço e garantia


EcoTank L120 pode ser encontrada no varejo nacional por cerca de R$ 550
(Foto: Divulgação/Epson)

No Brasil, a EcoTank L120 pode ser encontrada em lojas do varejo por cerca de R$ 550. Para fazer a manutenção da impressora, o kit com quatro tintas de modelo T664 com 70 ml custa R$ 149,90. A garantia com a fabricante é de um ano, sendo 90 dias sem limite de folhas e 275 para até 15 mil páginas impressas.

Na caixa da L120, além da impressora, o usuário recebe um cabo de alimentação para conectar na tomada, cabo USB, guia rápido de instalação, CD com drivers e um kit de tintas com 40 ml.

Concorrentes


Pro 6230 é uma impressora mais barata com possibilidade de impressão a partir do celular
(Foto: Divulgação/HP)

Por não ser multifuncional, a EcoTank L120 tem poucos concorrentes no mercado, já que as fabricantes costumam investir em modelos mais completos para o consumidor. Mesmo assim, na categoria da impressora compacta da Epson é possível encontrar também a Canon Maxx Tinta G1100. Com funcionamento também exclusivo por USB, o aparelho custa R$ 598 e promete resolução de até 4.800 dpi.

Além da Canon, um modelo simples e similar L120 é o Color Office Pro 6230, da HP. A impressora está à venda por R$ 380 e oferece opção para impressão remota, pelo celular ou tablet, com velocidade de até 18 páginas por minuto com uso de cartucho.

Fonte: TechTudo




23/07/2018
Lexmark disponibiliza nova geração de impressoras e multifuncionais A4 a cores e monocromáticas para grupos de trabalho de grande porte


A Lexmark anuncia uma nova geração de impressoras e multifuncionais (MFP) A4 a cores e monocromáticas para grupos de trabalho de grande porte que entregam uma combinação sem igual de confiabilidade, produtividade e segurança aos usuários de empresas. “A Lexmark orgulha-se de apresentar esta ampla gama de novos dispositivos que oferecem desempenho melhorado e mais rendimento de consumíveis, resultando em mais tempo de operação, menor necessidade de intervenção e melhorias no custo total de propriedade”, afirma Allen Waugerman, vice-presidente sênior e diretor de Tecnologia da Lexmark.

Os novos dispositivos foram projetados para serem os ativos de TI das empresas mais confiáveis, produtivos e seguros. “A área de tecnologia apreciará a longevidade, durabilidade e capacidade de serviço destes equipamentos. Já os usuários vão tirar proveito da alta qualidade de impressão monocromática ou colorida, da alta capacidade e do rendimento desta nova geração, que também é muito fácil de usar”, destaca Waugerman.

Os novos modelos A4 coloridos (CS421dn, CS521dn, CS622de, CX421adn, CX522ade, CX6222ade e CX625adhe) e monocromáticos para grandes grupos de trabalho (MS821dn, MS823dn, MS826de, MX722adhe, MX822ade e MX826ade) estão equipados com funcionalidades que reduzem o custo total de propriedade.

 “Com este amplo lançamento, nós atualizamos grande parte de nossa oferta de produtos para 2018, assegurando que nossos clientes possam desfrutar das mais recentes tecnologias em imagem para fazer avançar seus negócios”, completa Waugerman.



16/07/2018
Especial de Impressoras e Suprimentos


Segundo estudo do IDC, o mercado brasileiro de impressoras registrou 21% de crescimento em 2017 onde foram vendidos 2,1 milhões de equipamentos, que geraram uma receita de US$632 milhões

A transformação tecnológica não passa apenas pela onda digital onde o analógico está cada vez mais distante do nosso dia a dia. Mudar está no escopo das empresas para atender as novas demandas, no quesito impressão é preciso ter em mente que os processos são mais dinâmicos desde o simples clique para imprimir um documento do escritório até quando é necessário trocar um cartucho de tinta ou toner, afinal antes de adquirir um produto, os clientes procuram por uma forma segura e inteligente em que o conceito chave é o custo por página.  A revenda que tiver a melhor solução que ofereça mais vantagens aos clientes sairá na frente da concorrência, é fundamental acompanhar as inovações mercadológicas para se tornar competitiva neste segmento.

Vale destacar que o setor vive um ótimo momento, para termos ideia do seu potencial no ano passado, o estudo IDC Quarterly Hardcopy Printer Tracker Q4 2017 concluiu que foram comercializados 2,183 milhões de equipamentos, contra 1,8 milhão de máquinas vendidas em 2016, sendo 1,7 milhão de equipamentos jato de tinta e 478 mil de modelos a laser, com 23% e 17% de crescimento, respectivamente.

Reinaldo Sakis, gerente de pesquisa e consultoria de Consumer Devices do IDC Brasil, avalia que a reação da economia de forma geral e as ofertas diferenciadas das fabricantes coincidiram com a necessidade dos clientes de atualizarem seus equipamentos. “Muitos consumidores domésticos, profissionais liberais e empresas estavam trabalhando com equipamentos defasados e adiando a troca desde 2016. No ano passado, com a volta da confiança na economia, produtos mais baratos e pacotes promocionais, o consumidor aproveitou para comprar máquinas novas”, pontua o analista.

No período houve um crescimento de mais de 100% em vendas de equipamentos tanques de tinta.  “O movimento de adoção de máquinas com essa nova tecnologia já vinha ocorrendo e foi acelerado em 2017. Apesar de o investimento inicial ser um pouco maior para o consumidor final, o custo de impressão dos modelos tanque de tinta é muito menor quando comparado aos preços dos cartuchos originais. Além disso, esse tipo de máquina permite carregar quantidades menores de tinta, evitando o ressecamento e a perda de um cartucho”, agrega Sakis.

Portfólios que ditam o setor em plena era da transformação digital
Quando falamos do lineup de produtos das fabricantes, não podemos esquecer que o grande desafio das companhias é trazer soluções que garantam a satisfação dos usuários que estão cada vez mais conectados. É preciso proporcionar a melhor qualidade e experiência de impressão, por isso é fundamental que o parceiro conheça detalhadamente os equipamentos levando em conta a importância da utilização de suprimentos originais. “As linhas Xerox VersaLink, para ambientes de trabalho descentralizados, e Xerox AltaLink, para locais centralizados, utilizam suprimentos mais eficientes e econômicos e tem como objetivo principal ajudar os escritórios, de qualquer tamanho e área de atuação,  no processo de transformação digital. Esta transformação nos escritórios é uma tendência cada vez mais presente no mercado brasileiro. A demanda por produtos que permitem suporte total a mobilidade, nuvem, aplicativos com total segurança e uso simples e intuitivo, será cada dia maior”, agrega Luis Henrique Alves, gerente de Produtos Entry da Xerox.

Para a HP Inc. o setor está se adaptando as mudanças dos hábitos dos consumidores, por isso a companhia aposta em atualizar a sua linha de produtos constantemente, atualmente os smartphones são os equipamentos chave para ter a melhor experiência de impressão  seguindo assim a tendência comportamental das gerações Millennial e X. A fabricante disponibiliza ao mercado a Latex R Series, tecnologia de látex híbrida que une os recursos de impressão flexível da HP com a impressão rígida; a impressora HP LaserJet Pro M15w e Multifuncional HP Laserjet Pro M28w, projetada para oferecer a proprietários de micro e pequenas empresas impressão rápida e produtiva que cabe em qualquer lugar,  a HP Ink Tank 416, multifuncional tanque de tinta da HP  para  grandes formatos e  a HP DesignJet T1700, a nova geração de soluções de A4”. “Neste setor um fator determinante é a qualidade de impressão. O uso de suprimentos originais garante que as fotos e outros materiais impressos permaneçam com a qualidade inicial, sem desbotar ou amarelar. Hoje já é possível garantir uma impressão perfeita mesmo sob a ação do tempo obtendo impressões duradouras e mais de 72,9 milhões de cores. Cerca de 70% da tecnologia de impressão está no cartucho e por isso, a HP investe na fabricação de cada componente, a fim de alcançar a melhor experiência de impressão”, pontua Marcelo Bonassi, Head de Home Printing Solutions da HP Inc.

Gerlinde Lesk, gerente de Produto da Epson, destaca que a fabricante aposta tanto no mercado residencial quanto o corporativo para a venda de impressoras, multifuncionais e suprimentos. “Entre as EcoTanks,  as novidades da linha são as multifuncionais L4150 e L4160, voltadas para impressão doméstica e pequenas empresas, e L6161, L6171 e L6191, mais robustas, para empresas que exigem mais funcionalidades. Já no quesito suprimentos, a principal novidade neste ano é o sistema Ecofit, que apresenta o novo design em novos modelos de garrafas de tinta. Cada cor tem um encaixe diferente para assegurar que não haja troca de cor ao abastecer o tanque. O novo design também evita o derramamento da tinta durante o abastecimento do tanque, o que garante um processo mais limpo e seguro”, diz a executiva.

Na concepção da Lexmark, o mercado brasileiro de impressão passa pela mesma transformação já registrada em países mais maduros, e que está presente em alguns segmentos como bancos, governo, serviços, grandes empresas, SMB, que é a contratação na modalidade de serviços e isto faz com que os parceiros, além de conhecerem os portfólios das fabricantes também ofereçam serviços aos clientes. “É importante oferecer ao mercado uma gama de equipamentos que seja adequada às suas necessidades, seja de desempenho, produtividade, segurança ou de custo. E é justamente isso que a Lexmark acaba de fazer, com a introdução de uma nova geração de equipamentos sob medida para este segmento com as multifuncionais das séries MX 620, 520, 420 e 320, bem como as impressoras MS 620, 520, 420 e 320 que trazem uma série de benefícios: rendimento, simplicidade de operação e conectividade conjugados a uma estrutura em metal resistente e componentes duráveis. As impressões também podem ser geradas a partir de dispositivos móveis por meio do aplicativo gratuito Lexmark Mobile Print”, diz Claiton Camargo, diretor geral de Vendas e Canais da Lexmark.

No campo de Outsourcing de Impressão, gestão de documentos e no mercado de impressão a laser, a Simpress conta com uma linha completa de produtos que atendem as mais diversas necessidades do mercado. “Os produtos possuem funcionalidades e recursos tecnológicos que contribuem no aumento da produtividade dentro das empresas e ainda dispõem de recursos nativos que os qualificam como sustentáveis como: toner polimerizado, tecnologia própria de fusão (sistema de correia), modo Eco (conjunto de recursos que podem ser parametrizados no equipamento), impressão frente e verso obrigatório, emissão de avisos no painel dos equipamentos aos usuários sobre a impressão consciente, entre outros”, discorre Paulo Theophilo Moreira Junior, diretor de Marketing da Simpress.

Vale ressaltar que as empresas de modo geral desenvolvem soluções corporativas que permitam tornar os processos das companhias mais fáceis e dinâmicos, através das plataformas tecnológicas.

O papel da distribuição no segmento de impressão
Quando abordamos o papel da distribuição no setor, notamos que o mercado brasileiro de impressão acompanha as transformações que impactam o setor de soluções de hardware como um todo, e a regra é a mesma para todas as empresas, fazer mais com menos. Diante dessa realidade, as companhias indicarão aos canais quais são as marcas que valem a pena serem adquiridas e principalmente qual o custo X benefício dos equipamentos e suprimentos. “Há uma procura por hardwares mais eficientes com relação direta ao consumo de suprimentos. Afinal o investimento precisa ser justificado. O fato é que há um trabalho de inovação permanente, tanto na questão dos equipamentos quanto dos suprimentos”, ressalta Fabio Gaia, vice-presidente de IT da Golden Distribuidora.

Gaia completa que há uma maior procura no mercado corporativo pelas multifuncionais coloridas de alta capacidade de produção com o uso de suprimentos adequados. “Na realidade todos buscam custo por página mais baixo sem abrir mão da qualidade. Neste ponto, as multifuncionais entram no mercado corporativo por causa da capacidade de atender diferentes demandas como escaneamento, impressão, cópia e etc. As tanques de tintas começam a entrar no mercado corporativo por meio das impressoras da categoria chamada de business print inkjet. Já no mercado doméstico temos as impressoras com capacidade para imprimir fotografias em primeiro plano. Aumentou significativamente a demanda de impressão a partir das fotos criadas com os dispositivos móveis”, conta o executivo.

Na visão de Paulo Dantas, diretor de Compras da Nagem, o mercado de impressoras no país passa por uma fase de crescimento em consequência da procura pela tecnologia de tanque de tinta que aumenta a cada ano. “O valor mais alto do hardware rentabiliza a operação e aquece o mercado. A garantia de um CPP (custo por página) mais baixo atrai os clientes que buscam, cada vez mais, economia. Os suprimentos estão acompanhando esta mudança de tecnologia onde os clientes passam a comprar o refil para abastecer os tanques de tinta de suas novas máquinas. Os cartuchos, ainda aproveitam a gigante base instalada para manter números fortes de vendas.

Para o segmento de alto volume de impressão mono, ainda temos um mercado estável de impressoras com tecnologia Laser que possuem em torno de 8% das vendas”, afirma o executivo, completando que a distribuidora traz os lançamentos L4150 da Epson e a Laser PRO M28w da HP para as revendas.

Já a Gomaq avalia que o cenário atual do segmento é desafiador porque o mercado de impressão no Brasil já está maduro e normalmente as vendas são para substituir os equipamentos. “Em 2017, o mercado reagiu de forma inesperada e os motivos foram a aceleração da economia e ofertas diferenciadas das fabricantes que foram de encontro com a necessidade do consumidor de trocar seus equipamentos antigos. Entre as apostas da Gomaq para 2018, posso destacar que a nossa parceira Lexmark passou por uma grande reestruturação global e neste ano a empresa vai lançar uma nova linha de produtos. A expectativa da Lexmark é entrar com mais força no segmento corporativo com suprimentos muito mais competitivos”, afirma Danilo Munhoz, gerente de Marketing e Vendas da  distribuidora.

A DataSupri é uma distribuidora especializada no segmento de impressão e suprimentos. “Trabalhamos com fabricantes que são líderes de mercado: HP, Epson, Brother, Lexmark, Tex-print, quando vendemos a impressora a partir do 2º mês o cliente vai precisar de cartuchos novos ou refis, então já planejamos com antecedência essa ação para os clientes que compraram a impressora, esse movimento ajuda a segmentar o público-alvo. Os clientes sempre pedem uma impressora que imprima cada vez mais, por isso é importante adquirir os cartuchos originais que comercializamos, somente dessa maneira que a durabilidade e quantidade de impressão é garantida”,  diz Elaine de Castro, do Setor de Marketing da companhia.

Vale ressaltar que o parceiro deve ficar atento à diversidade de soluções que estão disponíveis, observando a logística das distribuidoras na entrega dos equipamentos só assim, terá condições para atender à expectativa do cliente.

Qual é o melhor custo x benefício?

Responder a esta pergunta não é uma tarefa fácil, mas as empresas de modo geral procuram trazer ao mercado cada vez mais soluções que garantam o melhor custo x benefício e consequentemente ampliem as transações comerciais. “A relação custo X benefício não deve ser feita apenas considerando o valor do equipamento e seu suprimento, deve considerar o custo total de propriedade, que envolve também aspectos como manutenção, consumo de energia, gasto logístico de compra e armazenamento dos suprimentos, entre outros. A revenda deve ter em mente em que aplicação o equipamento será usado e qual volume de impressão para auxiliar o cliente”, agrega Alves, da Xerox.
Esta também é a posição do Bonassi, da HP Inc., que entende que é preciso fazer um estudo adequado tanto do equipamento quanto do consumível. “É aconselhável a análise do sistema Hardware + Suprimentos, em vez de analisar individualmente cada parte. Muitas vezes o consumidor acaba comprando um hardware pelo baixo custo de aquisição, não considerando o volume de impressão que tem, e pode ficar insatisfeito com o resultado. A forma mais adequada é consultar sempre um especialista que vai mostrar qual o melhor conjunto (hardware + suprimentos) para o seu comportamento de uso”, agrega o executivo.

Munhoz, da Gomaq, indica que o valor da impressora ou multifuncional não é o fundamental na hora de ver qual a vantagem de se adquirir determinado aparelho. “O que deve ser avaliado é o volume de impressão que o cliente vai fazer ao mês e analisar se o ciclo mensal de impressão do equipamento esta compatível, depois desta análise deve se observar a capacidade do suprimento. Nem sempre o equipamento mais barato vai ser o mais econômico”, diz o executivo.

Antes de apontar os desafios do segmento, na visão da Golden Distribuidora é preciso deixar claro que a relação entre hardware e consumo do suprimento está cada vez mais sendo questionada pelos consumidores. “O desafio é justamente entender o processo adotado e saber quais os resultados esperados pelo cliente. É um caminho de descobertas. É importante ficar atento a detalhes como tipo de demanda, exigência de qualidade e ambiente de trabalho. Outro desafio é mostrar a faixa de equilíbrio entre hardware e suprimentos. A relação entre máquina e consumível precisa ser clara e fácil de ser mensurada. É extremamente importante a revenda se especializar, entender a necessidade e entregar a solução de impressão mais adequada. A revenda tem de entender se a demanda exige cor, volume, escaneamento ou gestão de documento”, destaca Gaia.

Para a Nagem, o que determinará a melhor relação custo X benefício será a necessidade de cada cliente. “Há clientes que necessitam apenas de custo baixo por página, já outros têm necessidade de mais recursos e performance embarcados na máquina. Temos que ter cuidado: Não adianta ter apenas custo baixo se com isso criam-se gargalos na produção. Há outros benefícios como segurança, recursos de rede, velocidade que agregam valor a impressão”, avalia Dantas.

Para atender bem as expectativas do cliente não há mágica e sim trabalho e estudo apurado das novas tecnologias para mostrar aos clientes os benefícios dos equipamentos e dos consumíveis.

Políticas ambientais e dicas das empresas para as revendas
É preciso fazer a diferença, ou seja, os canais que não agregarem valor aos negócios dos clientes e não se preparem ou contribuírem para a transformação digital das companhias não conseguirão ter êxito nas vendas. Para isso o parceiro conta com as políticas das empresas que cada vez mais o preparam para as novas demandas.

Para a Xerox em vez de atuar como uma simples revenda de equipamentos e suprimentos, atendendo uma eventual demanda, o parceiro deve se posicionar como um consultor confiável, ouvindo atentamente e procurando entender os desafios de negócios diários de seus clientes. “A revenda deve ser capaz de identificar oportunidades para agregar valor, fazer a diferença para estes clientes, tornando seus negócios mais produtivos, eficazes, rentáveis e principalmente confiáveis, pois a confiança pesa tanto quanto o preço em um processo de decisão de compra”, afirma Alves, completando que a fabricante respeita todas as normas de meio ambiente para isso conta com o que há de mais moderno em tecnologias e rígidas certificações sustentáveis em sua linha de produtos.
Quando o assunto é responsabilidade socioambiental, a Epson disponibiliza o Programa Coleta. “Ele foi criado para ajudar as pessoas a descartarem cartuchos e garrafas de tinta (além de suprimentos de outros produtos, como fitas matriciais e lâmpadas de projetor) que terão um destino correto e não prejudicarão o meio ambiente. Está disponível nos mais de 130 Centros de Serviço Autorizado Epson no Brasil”, pontua Gerlinde, agregando que o canal deve sempre indicar o produto adequado ao uso do cliente e ter disponíveis os suprimentos dos equipamentos indicados.

No caso da Simpress, os resíduos eletroeletrônicos (conhecido como “lixo eletrônico”) e os de toner decorrentes das operações da companhia são encaminhados à processos de remanufatura reversa e posterior reciclagem, através da contratação de empresa especializada. “A Simpress estabeleceu, implementou e mantém como indicador estratégico de desempenho, o YIELD de toner. O objetivo desta iniciativa é apurar a performance de rendimento dos cartuchos de toners confrontando o volume de páginas produzidas pelos clientes versus o total de páginas que poderiam ter sido produzidas (considerando os parâmetros de rendimento especificado pelo fabricante - YIELD)”, reforça Moreira Junior.

O executivo indica que a revenda deve ter como fundamentos principais foco e qualidade dos serviços prestados. “Uma grande tendência do momento é transformar tudo em serviços. Quanto mais transformar aquilo que se vende em um modelo de serviços, maior é a probabilidade de obter melhores resultados e, consequentemente, mais satisfação dos clientes. Dessa maneira, é possível transformar uma venda, que receberia em uma vez só, em receita recorrente”, conta Moreira Junior.

Camargo da Lexmark destaca que sustentabilidade e meio ambiente são questões de extrema relevância para a companhia. “Hoje temos duas plataformas específicas, formadas pelos programas Lexmark Sustainability e Corporate Social Responsability, e que abrangem três áreas-chave: produtos, operações e comunidade. “Os produtos Lexmark são concebidos de forma a incluir a questão da sustentabilidade em todo seu ciclo de vida”, diz o executivo, enfatizando que o parceiro que estiver preparado para uma oferta mais ampla de soluções terá maior sucesso nas vendas.

Para a HP Inc., o canal deve sempre oferecer o que o cliente precisa, e cada vez mais, ser um consultor na hora da compra e no reabastecimento dos suprimentos que são usados. “As revendas devem procurar trabalhar com todo portfólio da HP de hardware e suprimentos para garantir uma experiência de qualidade completa, ou seja, que passa por uma escolha certa do hardware e sempre tendo a opção para o reabastecimento dos suprimentos”, afirma Bonassi.

Há mais de 25 anos, a HP recicla cartuchos de tinta e toners da marca por meio do Programa de Reciclagem HP Planet Partners, que incentiva seus clientes a devolverem os produtos da marca para que eles sejam reciclados e utilizados como matéria-prima na fabricação de novos produtos da empresa.

Para finalizar, observamos que para ampliar as transações comerciais os canais precisam trabalhar com produtos originais, manter os estoques de suprimentos abastecidos, oferecer as soluções corretas para cada cliente, ou seja, gerar valor ao negócio das empresas só assim conseguirá ser um provedor confiável de solução.

Fonte: PartnerSales



12/07/2018
Canon anuncia chegada da impressora Maxx Tinta G3111 ao Brasil


Equipamento possui Wi-Fi, possibilidade de impressão usando smartphone a partir de várias redes sociais e imprime documentos armazenados na nuvem; A Maxx Tinta G3111 vêm com uma garrafa extra de tinta preta, tela LCD e botões dedicados para conexões Wi-Fi

A Canon do Brasil, líder mundial em soluções de imagem digital, anuncia a chegada ao Brasil de mais um modelo de impressora da linha Maxx Tinta. É a Maxx Tinta G3111, ideal para quem procura um equipamento que seja eficiente, econômico, prático de usar e com ótima qualidade de imagem.
A Maxx Tinta G3111 apresenta design compacto e inteligente com tanques integrados, visores dos níveis de tinta na parte frontal e capacidade de imprimir sem bordas. Ela utiliza um sistema de tinta híbrido que usa tinta preta pigmento para textos mais nítidos, e tinta colorida corante para imagens com cores vibrantes que impressionam. O modelo também apresenta um absorvente de tinta com capacidade superior ao da linha anterior, suportando assim um volume de impressão maior.

A impressora possui um sistema de abastecimento de tinta projetado com um tubo flexível, durável, de alta qualidade e protegido contra entrada de ar, que ajuda a evitar o ressecamento da tinta quando a impressora não está em uso. Este método de reposição de tinta também oferece menor custo por página e maior rendimento, permitindo imprimir até 6 mil páginas em preto ou até 7 mil páginas coloridas. As garrafas da linha Maxx Tinta têm capacidade de 135 ml para a tinta preta e 70 ml para cada tinta colorida.

A nova Maxx Tinta imprime com uma resolução máxima de 4800 dpi em cores, digitaliza com resolução ótica de 600x1200 dpi, imprime fotos sem bordas até o tamanho A4, imprime documentos a uma velocidade de até 8,8 imagens por minuto (ipm) em P/B e 5,0 ipm em cores e, o tempo de configuração inicial é de aproximadamente seis minutos. O modelo que chega ao Brasil vem com LCD de 1,2", que facilita o comando de cópias.

"São equipamentos que atendem às necessidades de todos que valorizam alta produtividade, qualidade genuína e uma experiência de impressão eficiente, simples e fácil de recarregar os tanques de tinta. Queremos que todos tenham uma experiência única ao imprimir com equipamentos Canon", afirma Takashi Osawa, diretor do ITCG da Canon do Brasil.

Conectividade
A nova Maxx Tinta G3111 possibilita ao usuário a experiência de imprimir sem fio, ou seja, diretamente de dispositivos móveis como smartphones e tablets através do aplicativo Canon PRINT, sem a necessidade de um roteador. Assim é possível fazer cópias de documentos e fotos usando dispositivos inteligentes e imprimi-los facilmente.

Além disso, o Canon PRINT também permite que os usuários imprimam de várias plataformas e redes sociais online, tais como Instagram, Facebook®, Twitter®, Flickr®, Photobucket®, Dropbox®, Evernote®, Google Drive™ e Microsoft® OneDrive™. Este modelo também é compatível com o Google Cloud Print™, para impressão a partir do Gmail e do Google Docs usando um dispositivo móvel, ou do navegador Google Chrome para computadores Windows, Linux e Chrome. É simples assim. Gostou de uma foto em qualquer rede social, basta imprimir e guardar para sempre.

Tanque de tinta
O modelo possui tanques de tinta que são capazes de imprimir muito mais com muito menos. As impressoras com tanque de tinta da Canon também têm a vantagem de facilitar a visualização do nível de cada tinta, assim o usuário tem total controle e nunca fica na mão. Além disso, com impressoras com tanque de tinta fica muito mais fácil fazer a recarga e sem sujeira. A impressora com tanque de tinta da Canon utiliza um sistema de tinta híbrido, que usa tinta preta pigmento para textos mais nítidos, e tinta colorida corante para imagens com cores vibrantes e visualmente impactantes. Além disso, a Maxx Tinta G3111 vêm com uma garrafa extra de tinta preta.
O novo modelo chega ao Brasil com o seguinte preço: R$ 1.099,00



Fonte: www.docmanagement.com.br

No comments:

Post a Comment